Mitos e Verdades – Parte 3

Endometriose leva a esterilidade.

Verdade. A doença é caracterizada pela presença do tecido uterino (endométrio) fora do útero e é um dos fatores mais importantes entre as causas de infertilidade. Segundo estudos, 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva no mundo apresentam esta doença, sendo que muitas conseguem engravidar porque, na maioria dos casos, corresponde a formas leves da endometriose, que tem pouco efeito negativo sobre a fertilidade.

Tratamentos contra infertilidade sempre geram gêmeos.

Mito. A taxa de gemelares acontece em 10-15% dos casos pós-inseminação artificial bem conduzida, e 20-30% pós-fertilização in vitro.

Mulher com útero invertido tem mais dificuldade para engravidar.

Mito. Não se trata de uma anormalidade, mas sim uma característica natural, já que a grande maioria das mulheres não apresenta sintoma/problema algum. O que ajuda muito nessa situação é a orientação do ginecologista para adotar mudanças de posição após as relações com o objetivo de evitar perda do sêmen, o que pode reduzir as chances de engravidar.

É preciso ter os dois ovários e as duas trompas para engravidar.

Mito. É possível engravidar com apenas um ovário e uma trompa.

 

Fonte: sites iG, UOL, com correção e atualização.

Comentários desativados.